PLAYLIST

segunda-feira, 26 de junho de 2017

ALGUNS PRÊMIOS HUMANITÁRIOS

 Prêmio "Diamante da África"

Publicado, originalmente, em 06/11/2012

14 de maio de 1984: em uma cerimônia na Casa Branca, o Presidente Ronald Regan agracia Michael com prêmio por seus esforços especiais. Ele é homenageado por sua participação em uma campanha nacional contra motoristas bêbados.

Janeiro de 1989: O “Dizer Sim aos Jovens do Futuro”, projeto de Michael para incentivar as crianças para as ciências naturais, premia-o com o National Urban Coalition Artist / Humanitarian of the Year Award.

Março de 1989: no anfiteatro em Universal City, Califórnia, Michael recebe o Radio Black, prêmio especial por seus esforços humanitários.

22 de setembro de 1989: Prêmio do Capital Children’s Museum, o Best Of Washington 1989 Humanitarian Award, em reconhecimento dos seus esforços para levantar fundos para o museu e seu apoio permanente às crianças.

03 de fevereiro de 1990: No Japão, Michael recebe o Role Model Award.

05 de abril de 1990: durante uma cerimônia, onde Michael é reconhecido como “Anfitrião da Década”, ele se encontra com o Presidente George Bush, que o honra com o Point Of Light, por suas atividades filantópicas. O presidente Bush discursa para a imprensa sobre os compromissos humanitários de Michael.

14 de setembro de 1990: O Conselho de Honra Americano de Escoteiros premia Michael com o primeiro Good Scout Humanitarian Award. Michael recebe o prêmio por suas atividades humanitárias, apoiando a Make a Wish Foundation, o Prince’s Trust, a United Negro College e a Childhelp E.U.A.

23 de outubro de 1990: Michael Jackson e Elton John são os primeiros a receber o prêmio em memória de Ryan White, entregue em 1991.

01 de maio de 1992: O presidente George W. Bush premia novamente Michael com o “Ponto de Luz”, prêmio por seu apoio a crianças carentes. Durante sua estadia em Washington, visita Raynal, que havia sido ferido por cães.

03 de junho de 1992: A organização One To One, que cuida de melhores condições de vida dos jovens, honra Michael com um prêmio por seu compromisso com os jovens carentes.

Julho de 1993: O American Friends, da Universidade Hebraica, honra Michael com o prêmio Scopus 1993.

Agosto 1993: The Jack The Rapper Awards é apresentado e Michael é agraciado com o prêmio “Nossas Crianças, Nossa Esperança de Amanhã”.

12 de abril de 1994: Na ocasião da 2ª Cerimônia da The Children’s Choice Award, na Cit Center, em New York, Michael é premiado com o “Cuidar das Crianças”. Esse prêmio é para homenagear celebridades que doam tempo para os jovens. Cem mil crianças e jovens dos 8 aos 18 anos deram a Michael o seu voto de confiança. O prêmio The Children’s Choice é patrocinada pela Body Sculpt, uma organização de caridade, que oferece programas de prevenção de drogas para os jovens.

02 de novembro de 1995: Michael recebe o prêmio humanitário Diamond of Africa.

30 de março de 1996: The Ark-Trust Foundation, que quer chamar a atenção da opinião pública sobre os problemas do animal, apresentou, no dia 10, o Genesis Award. Michael é premiado com o Doris Day 1995 Award. Ele recebe este prêmio pelo Earth Song Video, que chama a atenção do mundo para o sofrimento dos animais.

1º de maio de 1999: Na premiação de Bollywood, em New York, Michael é premiado por suas atividades humanitárias. No prêmio está assinado: “Ainda que ele venha da tradição do jovem americano, Michael é a personificação de uma velha alma indígena. Suas ações são uma expressão da filosofia do Weda, que pediu para trabalhar para o povo – e não por seus próprios interesses”.

2000: Michael Jackson foi eleito o “Artista do Século” e o “Artista do Milênio”, deixando para trás ícones como Elvis Presley, Frank Sinatra, The Beatles, e outros. No mesmo ano, entrou para o Guiness World Records por ser mantenedor de mais de 39 organizações humanitárias.

02 de abril de 2004: Michael recebe o Humanitarian Award, em Washington, DC, por seus esforços na luta contra a AIDS, na África.

24 de julho de 2009: Michael recebe o Tributo Austríaco “Humanitário Maravilhoso”, no Save The World Awards – pelo seu trabalho humanista ao redor do mundo. Jermaine Jackson, seu irmão, recebeu o prêmio para Michael.

28 de outubro de 2009: Michael é premiado pela TJ Martell Foundations (EUA) como o maior doador na história dos 34 anos da Fundação, dedicada a pesquisas científicas na luta contra o câncer e a AIDS.

15 de janeiro de 2010: Semper Opera Ball, na Alemanha, prêmio por seu trabalho humanitário a nível global: apoio a 39 projetos de caridade e fundações, criação de sua própria fundação (Heal The World) e por ter doado mais de 300 milhões de dólares.

07 de março de 2010: Oscar "Celebração das Crianças", da Uniting Nations Children, nos Estados Unidos, prêmio recebido por seu irmão Randy Jackson.

Como último legado de coerência com o seu nível de Ser e com a missão que desenvolveu na Terra, Michael deixou, em testamento, 20% de seu patrimônio para instituições de caridade que cuidem de crianças. A família está cuidando da criação da Jackson Family Foundation, para que os filhos de Jackson possam dar continuidade à obra humanitária do pai, o que já vem acontecendo.
________________________________________

Fonte: VITOR, Conceição.  Simplesmente Michael – mistérios e enigmas de uma lenda viva, São Paulo, 2011, Editora Baraúna, Pgs.363-367.

sábado, 24 de junho de 2017

NEVERLAND
UMA ENERGIA DE CURA


Publicado, originalmente, em 23 de outubro de 2012

“Neverland é um lugar feito para a família, para reunir pessoas através do amor, de um espírito de brincadeira e de natureza. É curativa.” (Michael Jackson)

Michael criou Neverland com um propósito que passa longe de apenas ter um parque de diversões no fundo do quintal, fruto da mente de um megalomaníaco milionário: ele criou um santuário de cura quântica.
Mas o que é essa “quântica” que tanto as pessoas falam hoje em dia? É o conceito não-objetivo, não-definido, portanto, o conceito das  probabilidades, cujo resultado é como se fosse escrito dia-a-dia, capítulo por capítulo. Isso significa que o resultado, o produto depende do rumo que damos às coisas; nada é definitivo e certo: tudo é provável.
As curas que Michael operava nas crianças enfermas que frequentavam Neverland não eram milagrosas. Além de sua energia poderosa, ele sabia que se incutisse na criança a crença de que ela podia se curar, existiam probabilidades de que isso acontecesse, independente do grau de comprometimento da doença.
Um dos exemplos clássicos de cura através de Michael foi Gavin Arvizo, que mentirosa e desgraçadamente o acusou de molestação infantil. Arvizo havia sido diagnosticado como um caso terminal de câncer e teria apenas a possibilidade de mais algumas semanas de vida. Indo para Neverland, atendendo a um pedido do próprio garoto, ele se curou 100% do câncer e está vivo e com saúde até hoje.
Em seu tratamento, Michael estava sempre de mãos dadas ou com a mão na cabeça do garoto, infundindo sua energia pessoal e o induzia a imaginar que suas células sadias estavam comendo suas células cancerosas.



E assim foi com inúmeras crianças, já que três semanas por mês Neverland estava lotada de crianças “carequinhas”, como ele carinhosamente os chamava e dizia da imensa emoção de oferecer-lhes, senão a cura, pelo menos um alento nos últimos momentos. E assim foi com inúmeras crianças desvalidas, financeira e socialmente, que tinham em Neverland alguns dias ou algumas horas de escape, onde podiam deixar lá fora as suas dores e suas carências. Eram momentos de cura emocional.
Mas não era somente à cura física que Neverland estava destinada. Seu principal objetivo era a cura da alma, o resgate da criança interna que jamais deveríamos deixar morrer, se quisermos ser felizes. O próprio Jesus – o Mestre dos mestres – dizia: “Sede puros como as crianças”. Mas, infelizmente, nossa sociedade psicótica não sabe o que é isso: ser puro como as crianças; e confunde com infantilidade.


Saudando o sol nas manhãs de Neverland
Ser puro como as crianças é não ser parte do rebanho de androides em que nos tornamos, totalmente fabricados por um sistema corrupto e doentio que suga nossas energias, nossa alegria, nossa simplicidade, nossa sinceridade, nossa lealdade, nossa cordialidade, transformando-nos em competidores sanguinários pela subsistência, caso contrário, seremos marginalizados sociais.
Em Neverland, independente da idade cronológica que se tinha, as pessoas tornavam-se crianças, brincando umas com as outras e convivendo com as energias curativas das plantas e dos animais. Os grandes jardins, com gigantescos carvalhos, e muitos animais não estavam ali por acaso. Era o homem de volta à sua conexão com a Criação Divina.



Em sua bandeira "Heal The World", a cura a que Michael se refere é a cura da alma humana, a libertação dos egos através do exercício do Amor Incondicional. Quando a alma humana estiver curada da sua negatividade (ego, medo, crítica, culpa, julgamento, etc.) o mundo estará curado de todas as suas mazelas: não existirão mais doenças, fome, guerra, desamparo... Por isso ele não doava só o seu dinheiro: ele doava o seu Amor, a sua presença, o seu cuidado, o seu serviço.
Lamentavelmente, os tentáculos da “cabala escura” atingiram Neverland e macularam sua essência de pureza e sua energia de cura, quando uma horda de policiais, portando as mais densas vibrações do ódio e do preconceito, a invadiram. Esse santuário foi violado por aqueles que não conseguem enxergar a Luz de Michael, muito menos atingir o significado do que ele estava fazendo ali.

Apesar da dor que sofreu – que sequer ouso imaginar a profundidade desse sofrimento – não foi somente esse o motivo pelo qual Michael abandonou Neverland. Na verdade, não havia mais motivos para manter o lugar, já que ele perdera a sua função. Repito: antes de ser a residência de Michael, o seu parque de diversões, a sua floresta e o seu zoológico particulares; Neverland era um Santuário de Cura Quântica.

O MUNDO NÃO TE ENTENDEU, MY LORD!
-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-
Este artigo é protegido por direitos autorais. O autor dá permissão de compartilhá-lo, através de qualquer meio, contanto que os créditos sejam incluídos: nome do autor, data da postagem e o local onde se obteve a informação divulgada com o corpo da mensagem. É expressamente proibida sua comercialização sob qualquer forma ou seu conteúdo adulterado ou parcialmente divulgado (trechos da mensagem) ou utilizado para base de qualquer trabalho sem prévia permissão do autor. Sempre incluir o endereço eletrônico do site oficial no Brasil: michaelsiriano.blogspot.com.

quarta-feira, 21 de junho de 2017

AS ESTRADAS DO CORAÇÃO

Postado originalmente em 21 de outubro de 2012

Em fevereiro de 1984, Michael, juntamente com Richard Chamberlain, O. J. Simpsom, David Soul, Neil Diamond e Justin Hoffman, visita o Camp Ronald McDonald for Good Times, um acampamento gratuito para crianças portadoras de câncer, situado em Malibu (Condado de Los Angeles – Califórnia).


 _____________________________________

Em 1988, toda a renda do single Man In The Mirror foi doada ao Camp Ronald McDonald for Good Times.
Hoje, o grupo de fãs do Michael Jackson Portrait segue ajudando a instituição. É o legado de Michael curando o mundo.
______________________________________

Em julho de 1990, 45 crianças do projeto “Dream Street”, de Los Angeles, visitaram o rancho Neverland.
O sorridente anfitrião Michael Jackson foi elogiado pela equipe do Projeto: “Que final de semana maravilhoso! Nossas crianças e equipe foram recebidos de braços abertos. Michael Jackson tem uma compreensão e uma compaixão naturais sobre os sentimentos que acompanham as crianças que carregam problemas de saúde”.


 ________________________________________

Em outubro de 1996, após visita à instituição Ronald McDonald House – um braço do Ronald McDonald VU University Medical Center -, em Amsterdam, Michael deixou uma mensagem de amor e alento aos pais e às crianças enfermas que estavam internadas na ala “Michael Jackson” do hospital.


“Eu gostaria de desejar para cada residente da ala Michael Jackson do Ronald McDonald VU a melhor estadia possível e um retorno rápido dos seus filhos”.
_____________________
Fonte: mjjcommunity.com.forum
                Jet Magazine agosto 1990: HTTP:upulgodage.wordpress.com
                Cartasparamichael.blogspot.com

sábado, 17 de junho de 2017

O ALQUIMISTA DO AMOR


Publicado, originalmente, em 14 de outubro de 2012

“Os livros de história nunca irão capturar a essência de sua alma humilde e as vidas que você, literalmente, salvou.
Os vídeos de arquivos nunca irão retratar fielmente a emoção que você causou, cada vez que pôs os pés em público ou no palco.
O melhor que a humanidade pode fazer é observar o seu gênio e tomá-lo como um exemplo de como um verdadeiro anjo caminhou entre nós.
Nada pode conter, impedir ou definir a força que viveu dentro de um só homem.”

(JODI GOMES – produtor executivo de “Jacksons: a Family Dinasty” e amigo pessoal de Michael, em mensagem escrita em homenagem aos 52 anos de Michael Jackson - 2010).

Fonte: 


-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-

MICHAELOGIA

Jonathan "Sugarfoot" Moffett , baterista de Michael por mais de 30 anos, escreveu:

“Uma vez a cada vários séculos, Deus envia alguém especial, uma chamada de despertar; alguém para esclarecer as pessoas sobre a maneira de ser; alguém para estimular as pessoas; alguém para unir as pessoas, e eu acho que Michael foi um presente de Deus, que Ele enviou para mostrar às pessoas como ser, como amar.”

Michael e Jonathan Moffett

Michaelogia (Jonathan Moffett)

Dicionário de Moffett - a definição de Michaeologia:
A prática diária e aplicação de 'Diversão e Inocência do Espírito' na vida de alguém!
A arte de cuidar, e esforçar-se para ser um instrumento para fazer a diferença na vida das pessoas e no mundo ao redor.
''Você e Nós" - A arte de doar-se, ajudar, sem pedir algo em troca.
Ser humilde, mesmo tendo um status de grandeza.
Ser consciente, estudioso e preocupado com o mundo ao nosso redor, e as condições que afetam a todos, através de 'Nossa Mãe', que deu à luz e alimentou-nos: a 'Mãe Terra'.



-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-

Michael e Wade Robson

Wade Robson

“Tivemos grandes momentos, ele era uma pessoa tão carinhosa! [...] Michael Jackson mudou o mundo – e, pessoalmente, a minha vida – para sempre. Ele é a razão pela qual eu danço, a razão pela qual eu faço música, e uma das principais razões para eu acreditar na bondade pura da espécie humana”  (Wade Robson).

terça-feira, 13 de junho de 2017

UM AVATAR DA ERA DE AQUÁRIO


Publicada, originalmente, em 02 de outubro de 2012

O assunto "Transição Planetária" hoje é de conhecimento de grande parte da humanidade, mas não é de hoje que se estuda e se ensina sobre esse fenômeno cósmico, que ora se avizinha.

É sabido, também, que em todas as épocas significativas da humanidade, Seres especiais encarnam para orientarem os indivíduos na sua escalada rumo ao conhecimento. Assim foi com os grandes líderes Krishna, Buda e Jesus. São os grandes Avatares Planetários.
Entremeios a estes que provocaram a instauração de grandes filosofias, incontáveis Avatares se fizeram presentes na Terra, quase que imperceptíveis, levando uma vida comum, e outros tantos totalmente anônimos. Não importa que tipo de vida tenham, sua missão é trazer a Luz (Conhecimento) aos homens. Nenhum deles criou doutrinas (religiões) – foram os homens que as criaram baseados em seus ensinamentos –, tão somente ensinavam o Conhecimento. Isso porque a Luz não combate, não julga, nem condena: a Luz se instala.
Trago a vocês uma das palestras do astrofísico Prof. Laércio Fonseca, intitulada “Os Avatares da Nova Era”, para ilustrar o que vou discorrer abaixo. É um vídeo um pouco longo, mas vale a pena pela qualidade das informações.    



O professor Laércio Benedito Fonseca (Limeira/SP - 30/07/1955) é um físico, formado pela UNICAMP, com especialização em Astrofísica e Cosmologia. Tem formação, também, em Artes Marciais, Filosofias Orientais e Espiritualismo,o que lhe faculta estabelecer uma ponte sólida entre ciência e religião. Seu mais recente trabalho, dos nove já publicados, é o livro "Física Quântica e Espiritualidade".

Neste momento, eu gostaria de convidar os fãs (e não-fãs) de Michael que frequentam o Blog Michael Siriano a uma reflexão não sobre o astro Michael Joseph Jackson, mas sobre o homem Michael Joe Jackson.
Embasados pelas informações desta palestra, tentem perceber como a estrondosa carreira e o absurdo alcance artístico de Michael foi um meio e não um fim na sua vida. Um meio para que sua mensagem de Amor Incondicional chegasse ao maior número de pessoas possível em todo mundo.
Em sua trajetória, Michael percorreu e plantou milhares de fãs nos cinco continentes; à custa de muito sacrifício sim, por conta do extremo desgaste das turnês. Mas tinha que ser assim, como tinha que ser como foi toda a sua trajetória incomum e sofrida para capacitá-lo à sua missão planetária.
Ele tinha que passar a mensagem da Luz para o maior número de humanos possível e para isso ele precisaria ser amado pelo maior número de pessoas possível: usou o seu imenso talento para isso. Portanto, a carreira foi um meio e não um fim; tanto que ele poderia ter desistido no meio do caminho (dado às dores físicas e morais que sofreu), mas não o fez.
Em todos os seus curta-metragens, Michael sempre se retratou como um ser galático vindo de um mundo desconhecido para guiar e proteger as crianças do mundo; não somente as crianças em termos de idade cronológica, mas as crianças espirituais que todos nós somos (Captain EO, Moonwalker, HIStory Teaser, Lightman de This Is It). Ele se autointitulou "invencível", "inquebrável" e, por fim, "imortal". E desde muito menino, ele sempre soube quem é e o que veio fazer aqui.

Anel com o símbolo crístico dentro de um coração, aos 9 anos de idade.

Ouçam as características do avatar explicitadas na palestra e visualizem o homem Michael Jackson... todas as características estão lá!

Percebam quantas consciências foram tocadas e expandidas pelo convívio com Michael (há centenas de depoimentos hoje disponíveis na internet) e percebam quantas consciências foram tocadas após a "morte" de Michael - pessoas que sequer o admiravam como artista...   - e entendam o que aconteceu em 25 de junho de 2009. Entendam o que Michael fez e porque fez ao se despedir de seu staff de This Is It, deixando-lhes uma bela mensagem de coragem e esperança, e descer definitivamente do palco no dia 23 de junho de 2009. Nada teve a ver com qualquer questão pessoal dele: é a humanidade que estava em jogo.  
Há muito eu cheguei a essa conclusão, mas aí, lendo o “Michael Jackson Tapes” transcrito pelo rabino Shmuley, me deparei com uma questão pessoal: como um homem tão evoluído pode ter dúvidas tão primárias como a reencarnação, por exemplo?!
Foi então que me veio a resposta, intuitiva ou telepaticamente (não sei distinguir bem quando isso acontece comigo): “Não existem perguntas e respostas no livro, o rabino é apenas uma voz emprestada porque o tempo todo é Michael falando, ensinando”.
Após esse fato, eu reli o livro com outra óptica e entendi que Michael usou essa estratégia para passar ensinamentos que poderiam confrontar as crenças religiosas e culturais da diversidade de seus fãs e, até mesmo, das crenças religiosas de sua própria mãe Katherine. Um Mestre sempre sabe o que fazer para alcançar seus discípulos. Michael o fez sem chocar, sem afrontar, sem machucar...
Quem tiver olhos de ver que veja; quem tiver ouvidos de ouvir, que ouça um Grande Avatar ensinando.

Quebrando os grilhões da ignorância espiritual

-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-
Este artigo é protegido por direitos autorais. O autor dá permissão de compartilhá-lo, através de qualquer meio, contanto que os créditos sejam incluídos: nome do autor, data da postagem e o local onde se obteve a informação divulgada com o corpo da mensagem. É expressamente proibida sua comercialização sob qualquer forma ou seu conteúdo adulterado ou parcialmente divulgado (trechos da mensagem) ou utilizado para base de qualquer trabalho sem prévia permissão do autor. Sempre incluir o endereço eletrônico do site oficial no Brasil: michaelsiriano.blogspot.com.